Alliye de Oliveira, artista do mundo

Do Maranhão para a França, de Paris para o mundo e do mundo para o YouTube

Depois de tantas voltas pelo mundo com um projeto autoral que surgiu na França junto com o sonho de cantar, Alliye que é natural do Maranhão, volta para o Brasil no final de 2013, depois de uma década vivendo na Europa. À princípio, realizando diversos trabalhos de sobrevivência como baby-sitter, recepcionista, garçonete em um clube parisiense de jazz, mas aos finais de semana, a artista autodidata ensaiava seus primeiros passos cantando suas músicas nos bistrôs da cidade luz.

Em 2011, ela consegue financiamento para produzir um primeiro álbum independente, o "Marítima", um trabalho que homenageia os sons do nordeste com sotaques da world music e da chanson. Esse lançamento deu o que falar em jornais de renome internacional (Le Monde) pela ousadia artesanal. Em plena crise fonográfica mundial, Alliye não se deixa intimidar. Como uma ''repórter do som", saiu gravando sozinha a participação dos músicos que foram doze ao todo, com participação especial da conterrânea Flávia Bittencourt ("Flor de Brasília") e mais parcerias com compositores e poetas do requinte de Márcio Faraco ("Madrugada") e do caboverdiano, ex-ministro da cultura, pintor, escritor Mário Lúcio Sousa (grupo Simentera) co-autor na canção "Lua de Janeiro". Com esse trabalho, Alliye realiza turnês por mais de dez países, tendo também se apresentado no hemisfério norte (Estados Unidos e Canadá) e até no Brasil.

Ao retornar ao Brasil, tentou entrar para o circuito musical de maneira tradicional, porém e pelo tamanho continental do país, seus maiores aliados para continuar fazendo música autoral tem sido as redes sociais, seus seguidores fiéis e alguns equipamentos de produção musical que ainda dispõe dos tempos da criação do "Marítima". Desde 2017, Alliye deu início a uma maratona de publicações de canções autorais no seu canal YouTube, o que lhe rendeu seguidores entusiastas. E seguindo as regras de socialização da plataforma, ela elabora tutoriais de chanson francesa, passando seus conhecimentos para quem é apaixonado por música francesa no quadro "Vlog da Alliye", prometendo trazer variações de conteúdo no contexto intimista de um daily vlog.

O propósito da artista compositora e produtora independente é juntar tudo que aprendeu em suas aventuras musicais pelo mundo e criar um espaço de troca, onde possa oferecer suas canções da maneira mais sincera e pura que seu voz e violão lhe permitir, assim como a colaboração de seguidores que apreciam seu trabalho musical. Através do apoio ao canal, Alliye conta poder manter as atividades de publicação, realizar serviços de manutenção de seu equipamento de produção, impulsionar conteúdo autoral, fazer lives e, num grau mais avançado de crowdfounding, em contrapartida, produzir encontros com apoiadores, assim como oferecer pocket-shows para os mais engajados nessa empreitada coletiva. A ideia é desenvolver um complemento financeiro para o canal até que este alcance futuras parcerias profissionais que sustentem sua atividade autoral e proporcione encontros musicais com seu público em evolução constante. Se esta proposta lhe interessou, fique livre para contribuir com o canal a qualquer momento, diretamente no site do Catarse, clicando no banner abaixo. Desde já, a gratidão é garantia mínima. Você também pode acompanhar a evolução desse projeto aqui no site. E se não puder colaborar com o crowdfounding, é sempre um prazer contar com sua inscrição no canal e compartilhamento de seu conteúdo :)

Gostaria de apoiar meu projeto autoral? ♪ Faça sua doação na minha página do Catarse ♪

contato: arrebolmusic@gmail.com 

Todos Direitos Reservados. Arrebol Music, 2021